Opinião – Irresistível Tentação

Opinião:
Bem, com este livro consegui finalmente ultrapassar o pseudo-trauma que tive com esta autora por causa do final do livro A Felicidade Mora ao Lado.

Sinceramente , fiquei com receio que ela fizesse esses finais horrorosos em todos os livros. Espero que continue assim.
Então, depois de ler A Pensar em Ti e ainda este Irresistível Tentação, ainda bem que esta autora me conquistou de vez.

Ainda tenho por ler Doce Vingança por ler e vou definitivamente comprar os outros 3 livros dela que me faltam.

Adorei esta história, apesar de achar que o livro A Pensar em Ti é melhor. No entanto, este também teve as suas coisas e os seus pormenores maravilhosos.

Adorei o Jay. Logo desde o início que odiei o Laurie. E as minhas crenças viram-se respondidas quando ele se enrolou lá com a conhecida da Nad. Sinceramente, adoraria que a Nádia descobrisse, só para ver o que ela lhe faria. Teria sido hilariante de se ver.

Achei estranho o Jay ter andado muito estranho, mas claro, tudo se resolveu. Mas ele é que é um homem. E não tem sorte nenhuma, coitado. Nem no final do livro, ele e a Nádia tiveram direito algum a estarem juntos. Resta-nos a imaginação.

Outra das coisas que adorei foi aquela intriga à volta da Miriam. Foi muito bom. Um toque diferente, de mistério, paralelo à comédia. Um toque muito positivo.

Aquele final foi hilariante. Adorei, adorei. Fartei-me de rir, realmente o Jay, sabe-a toda. Que maneira de ir pescar a Nádia.

Um livro mesmo muito bom e deliciosamente divertido.

Opinião – Doce Vingança

PODE CONTER SPOILERS

Opinião:
Aqui está a terceira crítica que fui desenterrar dos meus arquivos.

Acabei agora de ler o livro. Foi muito bom e gostei muito. Passa a ser o meu segundo favorito, logo a seguir ao livro A Pensar em Ti.
Sinceramente, não comecei muito bem com esta autora, mas ainda bem que fui persistente. Esperemos que os livros dela me continuem a surpreender e agradar.

A história começou bem, foi desenvolvendo sempre muito divertida e acabou ainda melhor e sem dúvida da melhor maneira. Aliás, esta autora já me vem a habituar, como certamente aos restantes dos seus leitores, a escrita divertida e finais surpreendentes (excluindo o do livro A Felicidade Mora Ao Lado , convenhamos).

O início do livro é sem dúvida alguma coisa original. A personagem principal, Miranda, é um estrondo – a começar pelo cabelo característico dela – e muito, muito engraçada. Adorei todas as peripécias porque ela passa. E sem dúvida, o facto de ela ser caridosa e se preocupar com o bem-estar de todos, valeu-lhe a felicidade.

O Danny Delancey – bem como se pode exprimir a adoração por um homem perfeito? Sinceramente, um sem-abrigo assim, quem pode resistir?! Ninguém mesmo.

O Greg – safado, tiveste mesmo aquilo que merecias (o que me fartei de rir) – ainda bem que ele apareceu. Sem ele, nada disto teria sido possível. Mas não deixa de ser um personagem desprezível, considerando tudo.

A Chloe, Fenn, Bev, Johnie, Florence e Tom – são todos adoráveis. Adorei toda a presença deles durante o livro, que me fizeram rir em todos os momentos.
Já o Bruce e a Verity, mereciam ter o mesmo que Greg. São outros seres desprezíveis, bolas, que ódio tive deles durante o enredo.

Fiquei com pena do que aconteceu ao Miles, mas sem dúvida, que não o queria a ultrapassar o grande Danny, que eu adorei tanto. Apesar de ele também ser perfeito à sua maneira, pelo menos, tive um final se não feliz, nem justo, pelo menos não sofreu mais com a horrível “namorada” (se é que se pode chamar namorada àquilo) dele.

O livro todo é irresistível. Não se consegue simplesmente largar. É uma mistura de acontecimentos em que o leitor dá por si a rir sem parar, ao mesmo tempo enternecido como toda a história.

Adorei. Um dos meus favoritos. A não perder. 

Opinião – A Pensar Em Ti

Opinião:
Depois da pequena desilusão que tinha sido a primeira leitura que fiz desta autora, decidi dar-lhe o benefício da dúvida e arriscar com mais 2 livros dela. Assim, decidi arriscar-me por este livro, intitulado ” A Pensar Em Ti” que é o favorito de várias pessoas, incluindo o meu. 
A verdade é que posso dizer que ainda bem que decidi dar a oportunidade a autora de se revelar e de mostrar o seu verdadeiro valor, porque os seus livros mostraram ser de um grande valor, especialmente no que toca ao divertimento e boa-disposição. Posso sem qualquer dúvida dizer que quando me sinto triste ou menos animada, lembro-me logo de pegar num livro desta autora, nem que seja para reler algumas passagens e posso garantir-vos que é remédio santo. 
Na verdade, não fiz nenhum crítica a este livro. Apenas se pode considerar um comentário. Prometo que os livros que vêm a seguir, têm críticas mais extensivas que poderão apelar mais ao meu público. No entanto, não queria deixar de mostrar-vos o pequeno comentário que fiz na altura sobre este obra que tanto me cativou para os livros da autora, que se veio a tornar uma das minhas autoras favoritas e também presença obrigatória nas minhas estantes.

Já li este livro! Lindo!

Absolutamente fantástico. Adorei. Ao contrário do outro que eu tinha lido dela, não me fez desesperar por ter um final desadequado. Este final foi lindo e não poderia ser melhor.

É um livro delicioso ! Devora-se num instante!
Decididamente, esta é uma autora para seguir. Estou rendida aos encantos dela.

Opinião – A Felicidade Mora ao Lado

PODE CONTER SPOILERS
Opinião:
Este foi o primeiro livro da autora Jill Mansell que li. Tinha ouvido falar maravilhas da autora, começando pelo sentido de humor que ela apresentava nas suas histórias, bem como as situações caricatas que se verificavam durante todo o enredo. Assim decidi experimentar, e ver se as opiniões que divagavam por aí, eram verdadeiras. 
Fui desenterrar a opinião que fiz deste livro, feita algum tempo depois de ter lido o livro. Desculpem a má qualidade. 
Devorei este livro numa tarde, é super divertido. Mas tem alguns senãos…

Agora, os senãos:

Que final tão horrível, sem mais palavras que o possam descrever.
Ficou tudo em aberto!
Odiei este final…desiludiu-me muito, porque com o andamento do livro, achava mesmo que ia haver ali finalidade, porque gosto de livros que tenham fim.
Será que fui eu que li mal as últimas páginas? Até fiquei incrédula. E não esperava, com toda a certeza, que o livro tivesse mudado de rumo de forma tão abrupta. 


Rennie e Carmen – Nancy e Connor- Rose e William; são os personagens deste livro/eventuais casais, que me divertiram durante todo o enredo, mostrando-me várias situações caricatas.

Bem, que chatice, gostei tanto do livro que nem acredito que não acabou em beleza.

Diverti-me à grande com o livro todo para depois chegar ao fim e …PUF. Lá se foi o entusiasmo, com muita pena minha.

Queria mesmo apostar nesta autora, mas se os finais dela forem todos assim, não me parece que vá ser presença assídua nas minhas estantes. Vou dar outra oportunidade à autora de se revelar, porque com apenas um livro parece-me injusto já riscá-la. Assim, espero com uma próxima leitura ficar surpreendida. 

(Entretanto, já experimentei mais 2 dela e foi a safa. Conseguiu virar a maré de forma brilhante.)