De Malibu, Com Amor

Quando o detective privado das estrelas de cinema, Mac Reilly, ouve o grito de uma mulher a sobrepor-se ao ruído das ondas a rebentar, a sua vida altera-se para sempre. Uma bela mulher perturbada envergando apenas um negligée preto de renda à porta de uma fabulosa casa de praia aponta-lhe uma arma.
Mac escapa à bala, mas por pouco. Quem é aquela mulher? Dias depois já desapareceu e a Smith & Wesson com que quase o matou aparece no carro dele.
Praticamente ao mesmo tempo, Allie Ray, estrela do grande ecrã e namoradinha da América, desaparece também. As duas mulheres estão relacionadas e Mac vê-se de repente envolvido numa teia de enganos. Vai precisar de ajuda para conseguir apurar toda a verdade.
É aqui que entra em cena Sunny Alvarez. Sunny e Mac têm uma relação marcada por alguns arrufos. Ultimamente, muitos arrufos. Mas agora ele precisa dela mais do que nunca.
Juntos iniciam uma perseguição que os levará da Califórnia do Sul até às praias do México, das ruas de Roma até às zonas rurais de França. Mantêm-se um passo atrás de um assassino esquivo e um passo à frente de uma actriz que só quer desaparecer…
Com as descrições, reviravoltas no enredo e personagens irresistíveis que são a imagem de marca de Elizabeth Adler, De Malibu, com Amor é suspense no seu melhor.
Em Malibu, Mac Reilly é um especialista em crimes relacionados com o mundo do cinema. No entanto, o detetive certamente não esperava deparar com uma mulher em negligée preto a apontar-lhe uma arma. Assim que se esquivou da bala, a desconhecida fugiu. Quem poderia ser aquela beldade misteriosa? Ao mesmo tempo, é anunciado o desaparecimento de Allie Ray, estrela de cinema, querida da América. Mac está convencido de que os dois casos se encontram relacionados… Mas como prová-lo? Para o ajudar, conta com a sua noiva eterna, a sublime Sunny Alvarez. Ambos irão envolver-se numa investigação que os leva da Califórnia às praias do México, das ruas de Roma ao interior da França em busca de um assassino e de uma atriz que quer a todo o custo recuperar o anonimato…

ISBN: 9789897260087 – Quinta Essência (Leya) / 2012 – 352 páginas


 

De Malibu, Com Amor é um livro que marca um novo quarteto da autora Elizabeth Adler. Tenho acompanhado os lançamentos desta autora e fico contente que continuem a publicar os romances dela, que oferecem entretenimento e são leituras leves perfeitas para acompanhar o verão. Em vez de termos uma sinopse, temos praticamente um resumo da obra pelo que não vale a pena estar a repetir as mesmas coisas na minha opinião só porque sim. Por isso mesmo, começo por dizer que já sabia muito bem o que esperar deste livro. Esperava um livro com muito mistério e muito romance à mistura e foi isso mesmo que encontrei. Já descobri que os livros desta autora são perfeitos para mim quando estou a precisar de ler coisas leves, que me ocupem a cabeça por alguns momentos sem puxar muito por mim. São leituras muito fáceis, com uma escrita simples mas ainda assim muito agradável. Para quem gosta de policiais mas gosta de ver também acompanhar uma história de amor, esta é a combinação perfeita. São livros que se devoram num instante e apesar de nunca chegarem, para mim, a ser leituras extraordinárias, conseguem sempre atingir as minhas expectativas: que é passar uns bons momentos na companhia de um livro que descreve boa comida, boas paisagens e um mistério interessante.
Tendo já lido todos os livros anteriores da autora não posso dizer que este Malibu seja dos meus favoritos. De facto, está bem longe de ser o meu favorito. O enredo é simples, com as habituais reviravoltas de um policial mas os personagens é que não me deixaram de todo convencida. MacReilly parece uma personagem interessante e com espaço para progredir ao longo dos restantes três livros, mas já a Sunny provocou-me alguma urticária, com aqueles acessos de mesquinhice, de birras de criança. O romance dele também não chegou a passar do morno/frio, pelo que nessa vertente este livro não foi nada de especial. Já a Allie, é outro caso. Gostei bastante da personalidade dela e parecia promissora na sua descoberta pessoal em França, mas acabou por me desiludir com aquele final.
Em suma, sinto que não há muito mais a dizer sobre este livro: é uma leitura que nos entretém e que nos deixa a babar com as descrições das paisagens e cenários paradisíacos. Mas se queremos algo mais que isto, talvez este não seja o livro indicado. Para mim, estas leituras continuam a resultar em certos momentos da minha vida e em certas disposições pelo factor de entretenimento e por serem histórias com contornos mais simples e mais românticos.

31

One thought on “De Malibu, Com Amor

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s