Percy Jackson e os Ladrões do Olimpo

Percy Jackson está prestes a ser expuso do colégio interno…novamente.E esse é o menor dos seus problemas.Ultimamente, criaturas fantásticas e os deuses do Olimpo parecem estar a sair das páginas de mitologia para entrarem na sua vida.E o pior de tudo é que ele parece ter enfurecido alguns deles.O raio-mestre de Zeus foi roubado e Percy é o principal suspeito.
Agora, Percy e os seus amigos têm apenas dez dias para encontrar e devolver o símbolo do poder de Zeus e restabelecer a paz no Olimpo.Para o conseguir terá de fazer bem mas do que descobrir o ladrão: terá de enfrentar o pai que o abandonou, resolver o enigma do Oráculo e desvendar uma traição mais ameaçadora e poderosa do que os próprios deuses.

ISBN: 9789724619378 – Casa das Letras (Leya / 2010 – 331 páginas


 Já tinha Percy Jackson debaixo de olho como possível leitura futura, mas foi graças a uma amiga que me emprestou o primeiro volume para eu ler que comecei esta série mais cedo que mais tarde. Esta minha amiga tem um bom faro para estas recomendações que me faz ou melhor dizendo, sabe sempre em que momentos deve estragar o meu plano de leituras tão bem organizado. E assim acabei por me embrenhar nesta aventuras do Olimpo, sem saber o que me esperava.
A premissa do livro é simples: Percy Jackson é um jovem que tem problemas na escola. Tira péssimas notas, arranja sempre confusão, tem deficit de atenção, é hiperactivo, disléxico e acaba sempre por ser expulso dos colégios internos onde a sua mãe o inscreve. Percy sente-se como um alien, deslocado do mundo em que está a viver e a realidade não se lhe afigura muito feliz e estimulante. E um dia, tudo isso muda com o conhecimento recém adquirido de que há algo diferente e excitante que se esconde sob o véu desta que achamos ser a nossa realidade. Percy descobre que é metade humano e metade Deus, descobre que é filho de um grandes Deuses do Olimpo e mais chocante que isso, descobre que Zeus suspeita que tenha sido Percy que tenha roubado a arma mais poderosa do Olimpo: o raio de Zeus. Percy, que apenas agora está a descobrir que afinal não é uma criança com problemas de atenção ou hiperactividade, mergulha neste novo mundo estranho mas que lhe finalmente lhe mostra que ele tem sido a que pertence, como nunca antes tinha sentido.
A escrita do autor Rick Riordan é incrivelmente viciante, é o primeiro aviso que faço a futuros leitores desta série. Eu devorei este livro em pouco mais de um dia e nem conseguia tirar os olhos das páginas do livro, tal era a ânsia de saber mais, de ler mais, de devorar mais. Este é um mundo imaginário que nos mantém cativos, sedentos de mais e é incrivelmente rico em imagens. É, sem qualquer dúvida, um mundo fantástico e rico em acção e entusiasmo.
Para além da escrita viciante que nos deixa completamente grudados às páginas de aventuras de Percy e companhia, temos toda aquela envolvente mitológica, que para quem gosta, é uma delícia. Viver no mundo do Olimpo, rodeado de Deuses poderosos, cada qual com as suas características próprias é simplesmente delicioso! (Este adjectivo parece-me realmente apropriado). Adorei entrar neste mundo da Grécia Antiga, adorei enriquecer a minha cultura geral mitológica, ainda que esta estivesse envolvida com o mundo ficcional que o autor criou para os propósitos desta série. As descrições do Olimpo, do universo de Hades… enfim, de todo o universo mitológico deixaram-me a querer mais e mais. O autor conseguiu dar uma nova perspectiva à existência destes Deuses que não acharia possível. Trouxe-os à vida de uma forma enérgica e muito interessante, com twists que deixam os leitores cativos da sua narrativa.
Para o momento, serviu como perfeito encaixe para a minha disposição. Um livro que me agarrasse, que me entretivesse e que me deixasse a salivar por mais.
O único ponto menos positivo deste primeiro volume prende-se com a caracterização dos personagens mais novos. Tendo em conta que Percy Jackson neste volume tem 12 anos de idade, esperava uma narrativa menos introspectiva, ou pelo menos um pouco mais leve. Parece-me que o relato de Percy é demasiado adulto para a idade que o autor lhe deu. Ainda assim, foi um pequeno pormenor no meio de tantos outros que me agradaram sobremaneira.
Venham os próximos!

4

2 thoughts on “Percy Jackson e os Ladrões do Olimpo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s