Os Diários Secretos

O verão está a chegar ao fim e a escritora Erica Falk regressa ao trabalho depois de gozar a licença de maternidade. Agora cabe ao marido, o inspetor Patrik Hedstr¿m, tratar da pequena Maja. Mas o crime não dá tréguas, nem sequer na tranquila cidade de Fjällbacka e, quando dois adolescentes descobrem o cadáver de Erik Frankel, Patrik terá de conciliar os cuidados à filha com a investigação do homicídio deste historiador especializado na Segunda Guerra Mundial. Recentemente, Erica fez uma surpreendente descoberta: encontrou os diários da mãe, com quem teve um relacionamento difícil, junto a uma antiga medalha nazi. Mas o mais inquietante é que, pouco antes da morte do historiador, Erica tinha ido a casa dele para obter informações sobre a medalha. Será que a sua visita desencadeou os acontecimentos que levaram à sua morte? E estará Erica preparada para conhecer os segredos dos diários da mãe? Camilla Läckberg combina com mestria uma história contemporânea com a vida de uma jovem na Suécia dos anos 1940. Com recurso a numerosos flashbacks, a autora leva-nos a descobrir o obscuro passado da família de Erica Falk.

ISBN: 9789722050470 – D.Quixote (Leya) / 2012 – 518 páginas


Os Diários Secretos é o quinto livro da série policial que tem lugar na pequena cidade costeira de Fjällbacka, na Suécia.  Dos cinco livros que já li escritos por esta autora posso dizer que ainda nenhum me desiludiu de nenhuma forma, pelo que à quinta crítica começa a ser já um pouco difícil arranjar novos adjectivos para descrever estas obras de mistérios que são tão viciantes.
Camilla Läckberg constrói histórias muito bem organizadas, ponderadas e estruturadas. Não deixa nada ao acaso, nos puzzles que desenvolve para deleite dos seus leitores. A primeira coisa que gostos nestes livros é mesmo a sua organização em termos de capítulos, que permite ao leitor ter diversos pontos de vistas e acompanhar diversos personagens ao longo do livro. Por outro lado, a escrita da autora é a outra grande atracção desta série. E por escrita não digo apenas a forma como a autora conjuga as palavras para construir frases, refiro-me antes a todo o seu universo ficcional. A forma como explora as suas personagens, como entrelaça as vidas pessoais com as vidas profissionais e com a vertente de mistério do livro. Tudo se encaixa de forma perfeita nestas obras e é por isso que estes livros ainda me continuam a chamar a atenção. Pequenos nadas que se vão juntando ao longo das páginas para nos dar uma visão geral da paisagem não apenas dos crimes que ocorrem ao longo das narrativas, mas igualmente do puzzle complexo que estas personagens são, com as suas personalidades distintas e motivações secretas. E a forma de narrar: essa é simplesmente viciante.
Gostei particularmente deste volume por se concentrar em dois aspectos que me interessam muito. Um que sempre me interessou, o evento histórico da Segunda Guerra Mundial e outro que me interessava no universo desta série e era algo que desejava ver explorado – a história da mãe de Erica.
Tanto um como o outro foram deliciosamente bem desenvolvidos. Primeiro que tudo, nunca tinha lido um livro que falasse sobre a perspectiva Sueca e Norueguesa ao longo do período da 2ª Guerra Mundial e foi para mim muito interessante ler sobre este conflito de uma perspectiva completamente diferente, fazendo notar os efeitos que a Guerra teve na Europa do Norte. Tendemos a concentrarmo-nos nos países que mais destaque tiveram e acabamos por achar que os outros não sofreram com este período.
E depois, no universo mais marcadamente ficcional adorei conhecer melhor a mulher que trouxe Erica ao mundo. Esta sempre tinha sido envolta num véu de mistério desde o princípio da série e foi muito bom conseguir desvendar a história que moldou a mulher que viria a ser mãe de Erica.
Sobre o caso policial no qual este livro se debruçou tenho que dizer que embora fosse sem dúvida estimulante, não se revelou ser tão surpreendente como eu tinha achado logo às primeiras páginas. Acabei por conseguir intuir certas nuances ao longo da narrativa que me permitiram acertar várias coisas, especialmente no que concerne às páginas finais. Ainda assim, nunca perdi o estímulo para avançar nas páginas e continuei grudada à escrita.
O que posso dizer é que este livro, à semelhança dos anteriores, conseguiu dar-me momentos de grande entretenimento e foi um livro que trouxe vários desenvolvimentos aos personagens, já meus conhecidos, sobre os quais adorei ler. Esta série está rapidamente a transformar-se como uma das minhas preferidas.

4

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s