A Quinta dos Animais

Esta nova tradução de Animal Farm recupera o título original contrariamente às edições anteriores que adoptaram os títulos panfletários O Porco Triunfante e – o mais conhecido – O Triunfo dos Porcos. À primeira vista este livro situa-se na linhagem dos contos de Esopo de La Fontaine e de outros que nos encantaram a infância. Tal como os seus predecessores Orwell escreveu uma fábula uma história personificada por animais. Mas há nesta fábula algo de inquietante. Classicamente atribuir aos animais os defeitos e os ridículos dos humanos se servia para censurar a sociedade servia igualmente para nos tranquilizar pois ficavam colocados à distância «no tempo em que os animais falavam» os vícios de todos nós e as suas funestas consequências. Em A Quinta dos Animais o enredo inverte-se. É a fábula merecida por uma época − a nossa época − em que são os homens e as mulheres a comportar-se como animais.

ISBN: 9789726081975 – Antígona / 2008 – 156 páginas

linha1

Animal Farm ou A Quinta dos Animais conta-nos uma fábula onde os animais de uma quinta tradicional se revoltam contra os humanos que são seus proprietários e decidem instaurar um regime onde os animais se governam a si próprios e declaram todos os seres-humanos como seus inimigos. Expondo ao ridículos vários dos hábitos muito próprios dos seres-humanos, esta Quinta começa por ser um universo perfeito e muito idealizado onde finalmente os animais podem viver descansados, sem serem trabalhados até ao máximo das suas capacidades pelos humanos, que lhes dão pouca comida e lhes roubam a sua própria produção alimentar.

A Revolução que se iniciou com princípios e valores muito dignos (todos os animais são iguais, tudo o que andar sobre duas pernas é inimigo, etc), começa a cair quando dois dos maiores líderes entram em conflito ideológico. O que um quer para a Quinta, o outro não quer e assim começa a luta pelo poder. Aquela que antes era a união dos animais contra os humanos, passou a ser uma cerrada guerra entre os iguais animais. Napoleão, o porco que se vem a tornar líder, acaba por instaurar um regime ainda mais exigente que aquele que se conhecia aquando os humanos controlavam a Quinta.
Estamos perante uma alegoria política e social que é ao mesmo tempo divertida e cómica mas igualmente sóbria e que nos mostra uma realidade que tão bem conhecemos e que já é um conceito muito antigo. A ambição pelo poder, a corrupção que este poder exerce sobre qualquer indivíduo, esta vontade de controlar uma massa populacional e de ter poder absoluto sob a vida e os destinos destes seres.

Este é um pequeno conto fantástico e eternamente actual, realidade do dia-a-dia da política e do regime político de qualquer país, seja ele uma ditadura ou uma república, ainda que claro este conto tenha sido escrito com um objectivo claro à vista e esse era no âmbito político. Na verdade, isto acaba por extravasar a política. Acaba por nos dar uma visão geral da natureza do Homem, da ideia da “evolução”, de que o forte controla o mais fraco. Todo o conto está maravilhosamente bem construído e a escrita de George Orwell é deliciosa, como já tinha antes mostrado na obra 1984. O final é soberbo.

É uma leitura que recomendo a todos. Além de ser uma leitura muitíssimo prazerosa (a sério, pensem no que seria se os porcos – literalmente – controlassem o mundo) é um abre-olhos: para que pensemos como é viver sob o jugo dos triunfantes que vivem no luxo desfrutando dos frutos do trabalho dos outros animais.

Todos os animais são iguais. Mas alguns são mais iguais que outros. 

51

4 thoughts on “A Quinta dos Animais

  1. Tenho curiosidade de ler algo deste escritor e este em específico parece ser muito bom. Confesso que nunca tinha lido opiniões sobre ele, simplesmente a sinopse, mas deixaste-me sinceramente muito curiosa, gostei especialmente de saber que tem uma mensagem política e social. 🙂

    Espero ter a possibilidade de ler algo dele num futuro próximo, este livro ou “1984”, que pelo que percebi também gostaste muito. Beijinhos

    • Este autor é óptimo Rita, aconselho-te mesmo experimentares. Ainda só li dois – Animal Farm e 1984 e a ambos dei 5 estrelas porque são maravilhosos, não apenas pela escrita, também pela mensagem que passam. São leituras muito enriquecedoras. Espero que tenhas oportunidades de ler algum livro deste senhor, pois valem verdadeiramente a pena. Beijinhos e boas leituras!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s