A Cidade dos Ossos

No Pandemonium, a discoteca da moda de Nova Iorque, Clary segue um rapaz muito giro de cabelo azul até que assiste à sua morte às mãos de três jovens cobertos de estranhas tatuagens.
Desde essa noite, o seu destino une-se ao dos três Caçadores de Sombras e, sobretudo, ao de Jace, um rapaz com cara de anjo mas com tendência a agir como um idiota…

 

ISBN: 9789896570231 – Planeta Editora / 2009 – 415 páginas

 

O Regresso do Rei - Senhor dos Anéis, Vol.3

 

Este é o primeiro livro da série Caçadores de Sombras ou Mortal Instruments, como é intitulada no original. É também a minha estreia com a autora Cassandra Clare, apesar de já ter ouvido falar imenso da autora e de todas as suas obras. Este livro, A Cidade dos Ossos vai também ser alvo de uma adaptação cinematográfica o que ajuda ao reconhecimento que esta obra tem, não só junto do público juvenil mas também do adulto. Sendo que eu gosto muito de ler este tipo de fantasia urbana, estava muitíssimo curiosa para começar esta série. Clary é uma jovem de 15 anos que vive uma vida normal, sem sobressaltos. Ela cresceu sem pai mas a sua mãe compensa por ser tão protectora de Clary. Contudo, numa saída ao clube Pandemonium com o seu melhor-amigo Simon, Clary testemunha um crime contra um rapaz que lhe tinha chamado anteriormente à atenção. O crime foi cometido por três personalidades únicas e igualmente cativantes. Clary acabaria por descobrir que estes três jovens são Caçadores de Sombras e que matam demónios. Clary acaba por entrar neste mundo sem ter sido convidada e acaba por desenterrar muitos segredos sobre si e sobre a sua família. Em jogo está a estabilidade de todo um universo.

Este livro foi uma montanha-russa de emoções. Comecei a leitura sem nenhuma expectativa em especial, mas cedo me apercebi que este é daqueles livros que nos agarra à primeira oportunidade. Rapidamente me vi envolta neste mundo dos Caçadores de Sombras e foi impossível parar de ler até poder tirar todas as minhas dúvidas e resolver todas as minhas suspeitas. Não sei em que ponto fui irremediavelmente conquistada, só sei que aconteceu. E o livro acabaria por abalar o meu coração e o meu espírito. A premissa do livro é interessante e com um mistério por trás que apela a todo e qualquer leitor. A autora vai colocando twists ao longo de toda a história para que o leitor não perca o interesse na história. E de facto, é impossível ficar desinteressado nesta história. Eu que o diga, mal consegui tirar os meus olhos das páginas, tal era a ânsia que tinha de ler mais um capítulo. 

A escrita da autora é viciante. Não sei se há outro objectivo que a descreva. Ela capta o leitor como um pescador capta um peixe com o anzol. É uma escrita igualmente agradável e nem damos pelas páginas a passarem por nós enquanto estamos embrenhados na trama à nossa frente. As personagens são um grupo muito cativante. Além de Clary e Jace que, como protagonistas, são aqueles que mais atenção merecem e mais destaque têm, não podemos descurar todos os outros. Confesso que achei todas as personagens interessantes à sua maneira. Mesmo os vilões. Posso dizer, com toda a certeza, que isto não acontece assim tão usualmente quanto isso. Seja Isabelle, Alec, Simon, Hodge, Valentine ou Luke, todos eles exerceram um fascínio sobre mim. Até mesmo Jocelyn, mais pelo que se soube através de outras personagens do que pela própria. 
Todo o grupo é interessante e confesso que estou curiosa para conhecer cada um deles. 

O world-building é igualmente cativante. Pareceu-me um conceito original e que tem muito que se possa explorar, não só pela diversidade de espécies que habita este universo mas por ser tão rico. As descrições pareceram-me deveras gráficas, no sentido em que facilmente consegui imaginar o mundo que ela criou. Para primeiro livro, creio que a autora conseguiu começar a série com o pé direito de forma a que o leitor chegue ao final do livro e queira ler, de forma algo desesperada, o segundo e restantes livros que constituem esta série. 

Foi um livro que resultou muitíssimo bem para mim, a todos os níveis – seja pelo universo, pelo mistério, pelo romance, pela trama/escrita ou pelas personagens. E tenho que admitir que apesar de, na altura, ter suspeitado que a autora iria  criar aquele twist, isso não impediu que a autora me desse cabo do espírito. As minhas emoções ainda estão um pouco em alvoroço com este livro e isso é para mim, o derradeiro sinal de que esta será uma série que vou seguir com um olho atento. Não podia pedir mais para um primeiro livro de série.

E segue-se o segundo, muito brevemente. 

Voltar a Encontrar-te

 

Advertisements

12 thoughts on “A Cidade dos Ossos

  1. diariodachris says:

    Estou a ler esse livro agora e estou a gostar imenso.. estou a sentir aquilo que dizes na tua opinião que a escrita da Cassandra Clare tem algo que nos impulsiona a ler mais.. 😀

    • Chris, se já estás a gostar do livro é impossível ficares desiludida! Eu confesso que suspeitei daquele twist final, mas ainda assim fiquei… enfim, chocada! Agora estou a ler o segundo e mal posso esperar para continuar a série! 😀

      • diariodachris says:

        Sim estou a gostar.. o que eu sinto é que apesar de nós já irmos prevendo algumas coisas, a forma como elas nos são contadas nos vão surpreendendo..

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s