O Prisioneiro do Céu

Barcelona, 1957. Daniel Sempere e o amigo Ferpmín, os heróis de A Sombra do Vento, regressam à aventura, para enfrentar o maior desafio das suas vidas.
Quando tudo lhes começava a sorrir, uma inquietante personagem visita a livraria de Sempere e ameaça revelar um terrível segredo, enterrado há duas décadas na obscura memória da cidade. Ao conhecer a verdade, Daniel vai concluir que o seu destino o arrasta inexoravelmente a confrontar-se com a maior das sombras: a que está a crescer dentro de si.
Transbordante de intriga e de emoção, O Prisioneiro do Céu é um romance magistral, que o vai emocionar como da primeira vez, onde os fios de A Sombra do Vento e de O Jogo do Anjo convergem através do feitiço da literatura e nos conduzem ao enigma que se esconde no coração do Cemitério dos Livros Esquecidos.

ISBN: 9789896573003 – Planeta Editora / 2012 – 393 páginas

O Regresso do Rei - Senhor dos Anéis, Vol.3

Estamos em Barcelona, corre o ano de 1957 e o país ainda vive na sombra de um regime político pouco dado a justiça de qualquer tipo. A Livraria Sempere & Hijos não está nos seus melhores dias. O negócio não tem conseguido muito lucro e Sempere pai anda preocupado a tentar fazer com que o seu negócio não morra. Sem ser isso, a vida parece correr tranquila  sem grandes preocupações. Daniel está feliz com a sua mulher Bea e o seu filho Julían. Mas um dia, um estranho entra na livraria e pede a Daniel que entregue um recado a Fermín, seu empregado e melhor-amigo. O passado nunca está muito longe e por vezes, consegue alcançar-nos e até assombrar-nos com a sua presença. É assim que Daniel e Fermín se vêem transportados para os segredos e para um passado misterioso, que se encontra enterrado nos anos de uma Espanha corrupta e vestida de negro.

Sendo que este volume, O Prisioneiro do Céu é o terceiro (e último até à data, se bem que poderá existir mais alguma coisa dentro deste mundo) da série intitulada O Cemitério dos Livros Esquecidos. Apesar de ser dito que os livros podem ser lidos sem qualquer ordem, eu não concordo. Eu li-os de forma cronológica e para mim, é a ordem que faz mais sentido, mesmo que esta não seja a ordem “oficial”. Ou seja, li primeiro O Jogo do Anjo, depois A Sombra do Vento e finalmente O Prisioneiro do Céu. Porquê? Porque o primeiro livro passa-se na Barcelona dos anos 20, o segundo na dos anos 40 e o terceiro na Barcelona dos anos 50. Para mim, é mais fácil organizar os acontecimentos de uma forma temporal e linear e foi assim que escolhi entrar no universo maravilhoso do escritor espanhol Zafón. Ao começar a leitura, já sabia que iria entrar num mundo mágico que tem a literatura como mote. Além da escrita do autor, aquilo que mais gosto, é a forma como ele conseguiu construir uma história tão rica à volta dos livros. Como apaixonada de livros e de literatura, consigo sentir exactamente o que o autor descreve e transpõe para estas páginas. A cada palavra que lemos conseguimos sentir que o autor é tão apaixonado por livros quanto nós, que estamos deste lado.

E o facto de os livros e a literatura serem parte do que move esta narrativa e toda uma cidade, é maravilhoso e estonteante para dizer o mínimo. Escolheria sem dúvida, viver neste mundo, porque na verdade, quem não escolheria? Qualquer amante de livros consegue perceber a tentação em viver numa cidade que tem um lugar chamado Cemitério dos Livros Esquecidos. A escrita do autor, é como sempre, cativante. Incrivelmente fluída, que nos transporta para um mundo nem sempre agradável, muitas vezes assustador, mas que nos consegue agarrar, sem qualquer dúvida.

Invariavelmente, a narrativa de Zafón acaba por deixar marcas nos seus leitores. Seja porque o seu mundo incrivelmente original nos apela no fundo do nosso coração, seja porque ele é um maravilhoso contador de histórias. Quando leio os livros dele, lembro-me sempre de histórias de encantar (não no sentido romântico do termo), aquelas que se contam quando se deitam as crianças e as preparam para uma noite de sono. Não sei se sou apenas eu, mas sempre fui daquelas crianças que adorava as histórias mais obscuras, que tinham aquele mistério, aquela sombra ao virar da página, aquele suspense. E os livros de Zafón têm sempre uma aura obscura, não identificável, mas que é viciante.

Os seus personagens são igualmente cativantes. David Martín é aquele que mais curiosidade me faz sentir e sempre foi aquele que mais me fascinou. Talvez porque esta personagem é um dos maiores mistérios dos livros. Como leitora, nunca o conheci a 100%, ou pelo menos,  acabei sempre os livros a pensar que havia algo nesta personagem que não estava completamente desvendado. Outra personagem que adoro é o Daniel Sempere. Acho que gosto dele de maneira especial, visto que o vi “crescer” como personagem, ao longo dos livros. Admiro-o por ser um amigo fiel e por aprender com os seus erros. A sua natureza fiel, contudo, é inabalável e essa é uma qualidade que me apela muito. Ser fiel àqueles que se ama é muito importante. Também achei algo doce a insegurança que o assolou durante este livro. Contudo, acabou por aprender com isso. 

Contudo, não posso dizer que este é o meu livro favorito de Zafón até ao momento. Não. Esse prémio vai para o livro A Sombra do Vento. Digo isto porque apesar de ter adorado este O Prisioneiro do Céu, não pude deixar de me sentir vagamente insatisfeita quando cheguei às últimas páginas. Houve algo que não resultou cem por cento comigo e é por essa razão que não posso dizer que este livro fica no meu top pessoal. Sei perfeitamente que a razão pela qual me sinto insatisfeita tem a sua razão de ser e é propositado, mas creio que neste livro em particular, a intenção do autor não resultou. Pelo menos para mim. Contudo, não posso deixar de referir que para mim este autor é dos melhores da actualidade, em termos internacionais. E isso, é algo muito especial.

Voltar a Encontrar-te

One thought on “O Prisioneiro do Céu

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s