As Cinquenta Sombras Livre

Quando a jovem e inocente Anastasia Steele encontrou pela primeira vez o impetuoso e fascinante milionário Christian Grey, começou entre eles um affair sensual que lhes mudou a vida para sempre. Assustada e intrigada pelas singulares inclinações eróticas de Grey, Anastasia exige um compromisso total na relação. Com medo de a perder, ele aceita. Agora Anastasia e Grey têm finalmente tudo o que desejavam – o amor, a paixão, a intimidade, uma riqueza incalculável – e todo um mundo de possibilidades à sua espera. Mas ela sabe que amá-lo não será fácil, e que estarem juntos vai implicar ultrapassar barreiras que nenhum deles poderia prever. Anastasia vai ter de aprender a partilhar o estilo de vida de Grey sem sacrificar a sua identidade. E ele terá de aprender a superar o seu obsessivo impulso de tudo controlar, enquanto se debate com os demónios do seu terrível passado. E quando tudo parece estar conjugado para que ambos consigam finalmente ultrapassar os maiores obstáculos, o destino conspira para tornar dolorosamente reais os maiores medos de Anastasia.

ISBN: 9789892321424 – Lua de Papel / 2012 – 624 páginas


PODE CONTER SPOILERS

No último livro da trilogia de Cinquenta Sombras, os leitores vão poder desenterrar todo o mistério que irá envolver tanto o Christian e o ataque que a sua companhia sofre neste livro e onde as algemas vão finalmente ser abertas e a liberdade emocional para os protagonistas deste livro está neste último capítulo muito presente em cada palavra da autora. Vamos também saber finalmente quem é o Jack Hyde. 
Anastasia e Christian estão casados e vão celebrar a sua lua-de-mel de sonho que tem alguns percalços e onde Anastasia tenta lidar com a personalidade dominante do seu marido, Mr. Grey. 
Mrs. Grey continua a ter problemas em lidar com esta personalidade dupla (que ela própria tem). Diz que não quer submissa e quer diferenciar-se de todas as outras relações que o seu marido já teve, mas por outro lado ainda lhe pede encarecidamente que ele lhe dê umas palmadas no rabo e que seja o dominante dela. 
Podemos dizer que este terceiro livro é um limar de arestas. 

Os meus problemas com esta trilogia não mudaram. A escrita continua a ser medonha e tristemente repetitiva, pouco original. É mesmo aquele género de discurso pouco interessante que não oferece nada de especial ao leitor, senão superficialidade. O que poderia oferecer seria cenas de sexo eróticas e sensuais e temos que admitir que a autora realmente se esforça por fazer isso, sem dúvida.
Na minha opinião, não o consegue, porque existem ali várias cenas que dão vómitos e a minha escala de erotismo nem sequer as reconhece. Já percebo donde vem aquele slogan  (porno para mamãs) fantástico que fez com que este livro fosse fenómeno de vendas. Veio da cena de lactação. Não sei qual é o problema destas pessoas, não sabem ter uma relação sexual com gosto?
Existia tantas formas de criar aqui cenas sexuais giras, sensuais e interessantes, mas não. Nós gostamos é de ler sobre coisas completamente taradas, algumas nojentas e bom… que sem dúvida não entram na minha definição de sexo ou de amor, já agora. 

Acho que o único ponto positivo deste livro para mim foi o facto de podermos ver o quanto é que o Mr.Grey evoluiu ao longo da sua carreira de weird son of a bitch. A autora, gradualmente, foi introduzindo mudanças no seu carácter e não me pareceram, de todo, mudanças feitas à pressão. Foram mudanças pensadas, graduais e positivas no sentido em que deram libertação ao próprio personagem, sem serem repentinas. Acabou por ser um modo de aprendizagem para a própria personagem. 
Até pessoas esquisitas podem crescer, não é? Acho que esta é a moral da história. 

Contudo, mais uma vez faço notar o facto de achar ridículo que se elevem estes livros a qualquer mais que entretenimento ao mais baixo nível. Caros, isto não é literatura no sentido mais elitista da palavra, não se enganem. Aqueles que dizem que estes foram os melhores livros de 2012, por favor, não se enganem também, porque então andam a ler os livros errados. (ver rubrica sugestões literárias, aqui no blogue
Se ao invés querem dizer que foi um bom entretenimento, façam-no, pois realmente é isso que este livro é.

Para mim, foi uma maneira de poder ver porque é que toda a gente anda maluca deste livro. Foi também uma maneira de saber, para mim, porque é que não gostei. 
São livros que se lêem de forma rápida. Que entretêm. Que podiam ser muito melhores, tivessem eles sido melhor trabalhados e pensados além da esfera do universo de fan-fiction  – mesmo que este último livro já tenha sido escrito fora desse mundo. 
 Podiam igualmente ter sido mais eróticos, se era isso que queriam ser. 

Mas no fundo, para mim, foram apenas mais umas horas de leitura. Nada mais. 

Opiniões da mesma autora:

  

11 thoughts on “As Cinquenta Sombras Livre

  1. disseste que tinhas gostado mais deste pá! 😛 ainda pensei ver 2 estrelas, mas pronto vai 1 e meia 😉

    tmb já o estou a ler. se hoje acabar a paixão, avanço amanhã para o grey. ou pode ser que fique toda a noite a ler 😛 😛 😛

  2. Eu não gosto muito criticar o que não leio mas, sinceramente esta trilogia está a testar a minha paciência. Amigas minhas estão a tentar que eu a leia à força. “Lê que é excelente!” Filipa, muito obrigada por me dares mais uma razão para não a ler:). Eu ainda estive com o primeiro da trilogia na mão porém, li uns capítulos e achei a escrita medonha (desculpa roubei-te a expressão) além de que mesmo ao lado estava mais um livro de outra autora com um tema semelhante que pela sinopse me pareceu exactamente igual. Estas “modas” são muitas vezes enganadoras.

    PS: Qualquer dia até leio o livro e sai uma crítica nos Devaneios que ainda deixa os fãs irritados comigo:p

  3. Também nunca contei ler estes livros. Só li porque tive imensas recomendações e sinceramente acabei por me chatear e pensar para mim: “bem, ao menos lê, assim já podes falar mal 😛 “. E bem, não te recomendo a leitura, mas se alguma vez decidires ler, já sabes com o que podes contar! 😛

  4. Acabei de ler, oh não concordo quando dizes que o Grey evoluiu. Acho precisamente o contrário. ele no segundo livro estava muito mais calmo e aqui volta a ser maníaco e controlador. Para mim a Anastasia é que evoluiu um bocadinho 😉

  5. A sério? Eu acho que ele está melhor, sim tem aqueles acessos, mas é mais por causa do filhote e blablabla. Sim, a Ana, evoluiu… mas eu não gosto dela, ela mete-te cá um asco! 😛

  6. Ai eu não acho que ele esteja melhor, odiei o raio do homem durante o livro todo. Gostei da Anastasia quando fazia-lhe frente mas depois era burra e cedia sempre! Mas pronto já acabou…!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s