O Amor Está no Ar

Deixe-se levar pela magia do amor…

Depois de sair de Londres para seguir o seu desejo de mudar de vida, Ceri D’Altroy jura abandonar definitivamente as suas manias de casamenteira. Isto porque parece que a sua simples presença acaba por incentivar as pessoas que encontra pelo caminho a mudar de vida.

No seu novo emprego, conhece Ed que decidiu declarar o seu amor por uma mulher que o enlouquece; Mel e Claudine, dois amigos de longa data que resolvem iniciar um romance ilícito; e Gwen, a chefe de departamento que é uma fumadora compulsiva e esconde um segredo profundo e sombrio que só quer partilhar com a sua nova funcionária.

Quem entra em contacto com Ceri, nunca mais volta a ser o mesmo.

Será ela o Cupido dos tempos modernos?


ISBN: 9789720041715 – Porto Editora / 2010 – 336 páginas



Ceri D’Altroy é uma pessoa invulgar. Parece que com apenas algumas palavras, consegue influenciar o rumo de vida de uma pessoa. Ela é conselheira, psicóloga e consegue agitar a vida de qualquer pessoa que se cruze com ela. Isto tudo porque Ceri é uma pessoa que respira energias positivas. Ela não consegue evitar. Simplesmente, emana um tipo de energia muito especial que afecta a vida de toda a gente e isso deve-se ao facto de ela ter cortado as amarras que a prendiam a uma vida sem felicidade. Pois é. Saiu de Londres, mudou-se para Leeds, rumo ao desconhecido e finalmente, foi seguir os seus sonhos. Aluga um quarto, numa moradia que partilha com dois estudantes universitários – Jake e Ed – e conhece vários professores que irão ser os seus colegas de profissão: Gwen, Mel e Claudine.
Todas estas pessoas vão ver a sua vida mudar irremediavelmente e a única coisa que têm em comum, além dos óbvios problemas que atravessam na sua vida, é a presença de Ceri nas suas vidas. 
Tal como se fosse uma Cupido dos tempos contemporâneos, Ceri acaba por se sentir frustrada com a sua vida, que é passada a consolar os outros e a dar conselhos – gratuitamente! 
Bem vistas as coisas, é injusto. Porque é que tem que ser ela a envolver-se na vida dos outros e a resolver-lhes os problemas. Ela só quer ser feliz, deliciar-se com os seus programas de televisão favoritos e encontrar o amor da sua vida… 
Porque é que ela não pode simplesmente ser normal?

Não é segredo nenhum que Dorothy Koomson se tornou rapidamente uma das minhas autoras preferidas. Conquistou-me com a sua escrita, com os seus romances, com o seu humor e sobretudo, com a sua sensibilidade. A autora consegue sempre captar a atenção do leitor, por estas serem tão reais. Várias me relaciono com os protagonistas, porque penso que a mesma coisa poderia facilmente acontecer na vida real de cada um de nós. Todos nós sabemos que as relações humanas nem sempre são fáceis e ninguém tem um manual de instruções para tornar estas relações mais simples. E a autora descreve todos os sentimentos humanos com muita perspicácia, clareza e de forma muito acertada. 
Os seus protagonistas são simples mortais, mas acabam por se tornar especiais à mesma, por causa da sua personalidade e da sua condição humana. Sentem, erram, magoam, sofrem, riem. E andam todos à procura do mesmo: da felicidade e do amor.

Apesar de ter lido variadas opiniões sobre este livro, que era mais fraco do que outros, mais uma vez não me relacionei com as críticas. Está a começar tornar-se difícil arranjar um livro dela que eu possa dizer que gostei claramente menos, porque todos me conseguem conquistar de alguma forma e apesar de existir alguns pormenores que no momento da leitura, mudaria, depois de os ler, já o faria. Porque seria mudar a essência dos livros, tal como eles se apresentam aos leitores e isso faria com o que o livro perdesse a capacidade de encantar.
Por isso mesmo é que a autora se insinuou de forma tão premente nas minhas preferências. Existe sempre algo que irremediavelmente me chama à atenção nos livros dela, me toca fundo e que não deixa indiferente. Este O Amor Está no Ar não foi nenhuma excepção.
É um livro num registo diferente daquele que a autora nos tem habituado, contudo. Foca várias personagens com muita atenção, em vez de dar atenção (quase) exclusiva ao protagonista. Acabamos por conhecer intimamente a vida de vários personagens, além da da protagonista. 

Achei um livro muito divertido, as personagens bem construídas e exploradas, com excepção da Gwen, que a meu ver foi a personagem que menos explorada foi e durante todo o livro foi descrita de uma forma injusta. Adorei este registo diferente, porque em vez de a autora se focar apenas na resolução de problemas da vida de Ceri, mostrou-nos também a vida dos outros personagens e mostrou-nos igualmente que eles próprios também conseguiram resolver os problemas das suas vidas. 
Temos vários romances a decorrer e uma experiência muito divertida acompanhá-los a todos em paralelo. 
Contudo, o que me deixou completamente fascinada por este livro, foi o final. Foi perfeito. Perfeito e que deixa a nossa imaginação a voar e a sonhar com as possibilidades felizes que este final nos traz.
A autora deu um golpe final de mestre. 

Deixou-vos curiosos? Se não, devia. Porque este livro é uma mistura de risos, amizade, mas mais importante, sobre o amor e sobre seguir os desejos do coração.   


Opiniões da mesma autora:

    


Advertisements

2 thoughts on “O Amor Está no Ar

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s