Alguém Como Tu

Emma, Leonie e Hannah têm um desejo por concretizar – e então serão verdadeiramente felizes…
Para a recém-casada Emma, a felicidade consiste em conceber um filho e escapar ao domínio do pai, que continua a controlar e a criticar cada um dos seus passos.
Leonie, uma divorciada mãe de três adolescentes e dona de um coração grande, procura o verdadeiro amor. Mas quando o homem dos seus sonhos finalmente aparece terá ela coragem para seguir o seu coração?
E para Hannah, a restabelecer-se de uma dolorosa separação, a felicidade advém de uma carreira de sucesso, que lhe dará a tão desejada independência e segurança – algo que, acredita ela, nenhum homem alguma vez lhe poderá dar. Ou será que pode?
Mas, por vezes, desejar algo do fundo do coração pode destruir a felicidade que espreita à porta…
Alguém como Tu enaltece a importância da amizade. À medida que cada uma segue a sua vida, aprende que, com amigas como estas, a vida floresce de formas maravilhosas e muitas vezes surpreendentes.


ISBN: 9789898228086 – Quinta Essência (Leya) / 2009

Umas férias no Egipto podem mudar muita coisa. Podemos até conhecer aquelas que se revelarão amigas para uma vida inteira. Foi o que aconteceu a Emma, Leonie e Hannah. Estas três mulheres dirigiram-se para o Egipto para desfrutar de uma semana de férias, de forma a poderem descansar das obrigações das suas vidas, mas sobretudo esta semana era suposto funcionar como uma espécie de bálsamo de recuperação para as suas almas feridas, cada uma delas à sua maneira. As três mulheres acabam por se conhecer nesta viagem e criam uma amizade. O que elas não sabiam é que esta amizade irá tornar-se bem mais importante e crucial do que aquilo que elas pensam ou acreditam e vão ajudar-se mutuamente com os seus problemas, até que possam concretizar os seus próprios desejos. 

Emma é uma mulher com um casamento feliz e deseja muito ter um filho. À primeira vista, Emma não poderia ser mais feliz, a não ser que se olhe de perto para a família dela – o seu pai é um homem deveras controlador, sem qualquer senso comum e passa a vida a criticar tudo e todos. A sua mãe tem uma atitude passivo-agressiva perante a vida e acha-se sempre a vítima inocente em tudo. A sua irmã, tem uma vida perfeita e sempre foi a filha perfeita para os seus pais e apesar de Emma adorar a sua irmã, não suporta esta discrepância na opinião dos seus pais acerca das duas filhas que têm. No entanto, como ainda não criou família, irá sempre ser diminuída aos olhos dos seus progenitores, por qualquer razão ridícula que estes consigam encontrar e Emma deseja libertar-se da presença opressora de ambos.

Leonie é uma mulher que adora comida. Em qualquer circunstância, a comida é a sua melhor amiga e por isso mesmo, Leonie é considerada uma mulher escultural – bela e grande. Mas esse não é o seu maior problema. O seu grande problema é o facto de ser divorciada, ter três filhos e desejar encontrar , quase desesperadamente, o homem da sua vida. E quando recebe a notícia de que Ray, o seu ex-marido se vai casar novamente, Leonie começa a sentir-se mais deprimida que nunca e sem esperança de amar alguém completamente. 

Hannah é uma mulher com uma carreira de sucesso, passa a vida no ginásio, mas que sabe no entanto aproveitar as coisas boas da vida. Não fosse a desilusão amorosa que teve com Harry, tudo seria perfeito para ela. O problema é que Hannah se tornou um pouco cínica e após 12 meses de celibato, começa a perceber que a sua vida não pode ser controlada pelo passado. 
Assim, estas três mulheres vão aprender a controlar a sua própria vida, e juntas vão perceber o poder curativo que a amizade tem. E vão também conseguir alcançar a felicidade e realizar os seus desejos pessoais. Juntas.

Início desabafo – Primeiro que tudo, tenho de mostrar o meu desagrado por esta edição. Foi muito mal trabalhada, com letra muito pequena e em que as páginas praticamente não tinham margens. Isto é inadmissível, não só porque torna a leitura mais difícil e desagradável para a vista, mas também porque a página acaba por ficar muito cheia, sem sentido algum, nem motivação. Pareciam aquelas edições da Sábado que custam 1€. Este livro não é propriamente barato e por isso mesmo, a editora devia ter desenvolvido um trabalho mais cuidado. Isto não revela nada disso, aliás, devem querer que as pessoas leiam com uma lupa com certeza. Estes devaneios das editoras portuguesas deixam-me furibunda, completamente. – fim desabafo

Já tinha, anteriormente, ouvido falar sobre esta autora apesar de a mesma não me ter chamado à atenção na altura. No entanto, agora que ando a descobrir muitos novos autores, Cathy Kelly estava na fila de espera e pareceu-me ser uma boa aposta, apesar de as opiniões serem um pouco inconstantes de livro para livro. Decidi começar pelo primeiro livro que foi publicado por terras lusas e a autora acabou por não se sair nada mal, de facto. 
É um relato interessante sobre a amizade de três mulheres que não estão felizes e nem se sentem realizadas com a vida que têm.
A escrita da autora é bastante fluída, o que torna a leitura do livro bastante agradável e fácil. No entanto, tenho de confessar que houve passagens no livro que me aborreceram e que tive que voltar atrás algumas vezes para conseguir perceber o sentido da frase, pois o meu raciocínio acabava por se perder um pouco. 
Mas, apesar de tudo isso, durante grande parte do livro dei por mim a querer saber como é que estas três mulheres iam acabar e até acabei por largar algumas gargalhadas pelas situações onde elas se metiam. 
As personagens foram bem exploradas e o enredo igualmente, tendo por trás todas as características do que significa a amizade e ser amigo do próximo.

O livro não me arrebatou completamente, mas gostei o suficiente para espreitar as restantes obras da autora que foram publicadas pela editora. Já andei a ver outras sinopses e todas me interessam, pelo que posso dizer que vou continuar de olho nesta autora, durante os próximos tempos. 

Recomendaria esta obra a quem gosta de livros que se debrucem sobre a temática da amizade e quem também gosta de ler literatura feminina leve e agradável. 






Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s