Casamento em Veneza

Uma súplica leva-a a Veneza e muda a sua vida…

Mas um homem pode acabar definitivamente com ela…

Apesar de viver na cidade mais romântica do mundo, Precious Rafferty nunca se apaixonou perdidamente. Até que conhece Bennett James. Estará na altura de se deixar, finalmente, arrebatar pelo romantismo e ter o casamento dos seus sonhos em Veneza?

Do outro lado do mundo, em Xangai, Lily Song, prima de Precious, guarda um valioso e perigoso segredo de família. Quando Lily suplica a Preshy que se encontrem em Veneza e a alerta para os perigos que corre, a vida de ambas vai mudar para sempre.

Entretanto, em Paris, Precious conhece o escritor Sam Knight, um homem cativante, mas desencantado com a vida. Precious sente Sam cada vez mais próximo de si e receia que ele esteja também enredado nesta emaranhada teia de perigo e desejo. Será que Sam também não é quem aparenta ser? Esconderá algum segredo terrível? Em Veneza, Precious terá de serpentear através de um labirinto de traição e sedução para descobrir a quem poderá confiar, de uma vez por todas, o seu coração… e a sua vida.

Empolgante, exuberantemente descritivo e inteligente, Casamento em Veneza é um jogo do gato e do rato com muitas reviravoltas e romances arrebatadores. A mestria narrativa de Elizabeth Adler no seu melhor.

ISBN: 9789898228048 – Quinta Essência / 2009


Casamento de Veneza marca a minha estreia com a autora britânica Elizabeth Adler. A autora é desde 2009 uma aposta da editora Quinta Essência, uma chancela da Leya que se concentra em literatura feminina. Pouco sabia sobre esta autora e sinceramente, nunca foi uma autora que se destacasse dentro do mercado editorial e que me chamasse muito à atenção. Então porquê é que peguei neste livro e decidi experimentar a autora?
A resposta é muito simples: eu adoro descobrir novos autores. Interessa-me sempre poder ler coisas novas, descobrir novos livros, novos enredos, novos mundos e portanto, novos autores. Nunca se sabe onde se pode esconder um verdadeiro talento. 
Por isso mesmo, decidi dar uma oportunidade a esta autora e como gosto muito de livros que misturem policial com romance, decidi que a probabilidade de vir a gostar dos livros desta autora até era bastante favoráveis.

Precious Rafferty é uma mulher que está satisfeita com a vida, até certo ponto. Tem um negócio de antiguidades que herdou do avô, vive e trabalha numa cidade linda e considerada das mais românticas do mundo. Com o cenário parisiense a que tem direito, seria de esperar que a sua vida romântica fosse a ideal. Mas é exactamente o contrário, pois o amor verdadeiro, pelo qual Preshy anseia ainda não lhe bateu à porta. No entanto, quando inesperadamente conhece o sedutor Bennet James tudo parece encaixar no sítio correcto, pois ele parece ser o homem perfeito para ela. Até ele a ter abandonado no altar. 
Num cenário completamente diferente em Xangai, Lily Song – filha de pais pobres, jurou que nunca mais iria passar dificuldades económicas e por isso mesmo, gere o seu negócio de antiguidades com alguma liberdade. No entanto, depois da sua mãe morrer, recebe de herança um artefacto que tem estado na família há vários anos e que vale milhões de dólares. Os boatos instalam-se e quando Lily se apercebe, já várias pessoas indesejáveis estão interessadas na sua herança de família, e Lily acaba por temer a sua vida. 
Pior que isso é que o boato já foi arrastado para Precious Rafferty, a prima que nunca teve oportunidade de conhecer. Por isso mesmo, tem que a avisar dos perigos que pode correr, mesmo sem saber. 
Precious jurou nunca mais ser enganada e decidiu tirar férias de relacionamentos. Até que conhece Sam Knight, um homem misterioso, com um olhar assombrado e com alguns segredos. Precious, apesar de todas as recusas e reservas, começa a sentir-se atraída por Sam, um escritor de mistérios e de suspense. Mas não consegue deixar de se perguntar se a maneira como se conheceram foi assim tão inocente quanto isso. E quando este se oferece para tentar desvendar o mistério da Lily, Precious começa a desconfiar dos motivos de Sam… será que ela poderá confiar nele? Ou terá Sam motivos ulteriores, escondidos para além da superfície? 

Considerando que esta é a minha estreia com a autora posso dizer que me encontro deveras satisfeita com a minha leitura e a qualidade da mesma. É certo que as minhas expectativas não eram muito altas, mas acabei por gostar mais do que estava à espera. As opiniões quanto a esta autora dividem-se um pouco e creio que por isso mesmo, me encontrava de pé atrás. 
No entanto, Adler acabou por me surpreender com a sua escrita leve, sem grandes malabarismos e com um enredo simples, mas apesar de tudo, cativante. 
O suspense e o mistério apesar de básicos e óbvios, cativaram o meu interesse e mantiveram-me grudada ao livro. O romance não foi nada de especial, mas complementou bem o enredo do livro e a autora não deixou nenhuma ponta solta. Contudo, fazia muita falta um epílogo para que o leitor pudesse ficar com uma sensação mais segura de desfecho da história quanto aos personagens principais. 
Não irei dizer que o livro ficou marcado de maneira especial. Infelizmente, não aconteceu isso. Mas foi uma leitura que me deu algum prazer a ler, me manteve entretida durante o tempo que passei embrenhada nas suas páginas e que não me aborreceu.
Comparando com outras autoras do género que já li, tenho a sensação que existe sempre uma tendência para dar mais ênfase a uma das características: a componente policial ou a componente romance. Esta autora dá mais relevo à parte policial, a meu ver, mas mesmo assim, tive a sensação que apenas explorou ambas as componentes muito à superfície.
Se tivesse que arranjar um adjectivo para este livro, seria suave. Apesar de ter bastante acção e de ter um ritmo acelerado de narrativa (não só pelos capítulos pequenos, mas também pelo tom de escrita), o livro acabou por me parecer um pouco dormente, não pela história, mas mais pela falta de intensidade por parte da narrativa da autora. 

No entanto, vou ler mais algumas obras que me suscitam interesse e mais que isso, espero que os próximos livros me possam trazer iguais horas de descontracção e entretenimento. 



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s