De Que São Feitos os Sonhos

Quando Holly Maguire herda a «Camilla’s Cucinotta», a escola de cozinha italiana da avó, dezasseis alunos inscritos no curso de culinária desistem. Afinal, Holly não é Camilla, conhecida por ser a «deusa do amor», cujos molhos secretos possuem propriedades afrodisíacas e cujas adivinhações têm o poder de mudar a vida dos seus alunos. Holly é uma mulher de trinta e dois anos, desencantada com a vida, que nem sequer sabe cozinhar. Mas depois da morte da avó, decide manter vivo o seu legado. Armada do caderno de receitas de Camilla, Holly acolhe os novos alunos: Mia, uma menina desesperada por aprender a cozinhar para impedir o pai de casar com a namorada imbecil; Juliet que chora a filha perdida; Simon, que se esforça por ser um pai presente para a filha depois do divórcio; e Tamara, que anseia pelo verdadeiro amor. Todas as receitas de Camilla incluem desejos e memórias, tristes ou doces. Misturando desejos ardentes e memórias agridoces com molhos apetitosos e deliciosos pratos italianos, Holly e os seus alunos acabam por criar as suas próprias receitas para a felicidade e descobrir que, afinal, o futuro pode ser bem doce… 



ISBN: 9789899711648 – Noites Brancas (Clube do Autor) / 2011



Melissa Senate faz finalmente a sua estreia em Portugal, cortesia da editora Noites Brancas, uma chancela do grupo “Clube do Autor”. Quero aproveitar, antes de mais, para felicitar a editora pelo seu trabalho – esta edição está muito bonita e o cuidado com a tradução, notável. Esta obra, que foi apelidada de romance mágico do ano, eleva assim as expectativas do público de uma maneira exponencial. As críticas da imprensa são igualmente lisonjeadoras e assim, é impossível resistir à leitura do livro, nem que esta seja apenas para poder comprovar se as críticas estão ou não correctas. Eu não fui excepção e não resisti a ler este livro. 


Camilla Constantina, cozinheira exímia e conhecida na sua ilha de residência pelos seus dotes culinários e também pelos supostos dotes de sapiência é dona de uma escola de cozinha italiana chamada “Camilla’s Cucinotta”. Quando esta morre, a escola é deixada como herança à sua neta, Holly Maguire. 
Holly há muitos anos que deixou de acreditar no poder da culinária. Desde que acidentalmente, fez uma sanduíche para a sua avó que continha veneno de rato, ganhou um medo irracional às cozinhas e à arte de cozinhar. Mas agora que é dona da escola de culinária da avó, tem que dar o exemplo e tornar-se uma cozinheira, senão admirável, pelo menos mediana. Ainda que Holly ache que nunca conseguirá chegar ao nível da avó, deseja ser uma professora aceitável para os alunos que se inscreveram no seu curso e poder continuar a leccionar o curso de cozinha italiana que tanto sucesso tem tido ao longo dos anos, pelas mãos de Camilla. 
Holly, que anda triste com a sua própria vida e desejando desesperadamente a felicidade e um amor verdadeiro, vai conjuntamente com os seus alunos aprender que a culinária e as receitas que aí são criadas na pequena cozinha da sua escola, podem mudar muita coisa que não apenas as habilidades culinárias….E vão aprender que a felicidade pode estar ao alcance de todos eles, basta que eles consigam agarrá-la e mantê-la. 


Para ter, basta querer.


Este é o típico livro considerado literatura feminina. Já não é a primeira vez que a culinária é usada como justificação para escrever os mais variados tipos de obras. E este não é o primeiro livro deste estilo que eu leio. De qualquer forma e sendo eu uma fã entusiasta de comida italiana, vi desde início este livro com outros olhos. 
A escrita da autora é muito envolvente e todo o enredo fluiu de uma forma muito natural. As personagens, apesar de pouco aprofundadas, foram bem construídas e exploradas da melhor forma. 
O enredo, que todo ele gira à volta de Holly e de culinária, tornou esta uma leitura muito prazenteira. Além da culinária, a vertente amorosa também está presente. A relação entre Holly e Liam foi construída de uma maneira muito suave, mas muito bonita e romântica: capaz de derreter qualquer coração. 
Gostei imenso desta obra porque a autora conseguiu captar pequenos pormenores importantes referentes às emoções e relacionamentos humanos e consegue com isto, aproximar-se muito do leitor. 
Até fiquei com vontade de estar sempre a cozinhar. 


É um livro com um enredo leve, romântico mas acima de tudo inspirador. 




Advertisements

2 thoughts on “De Que São Feitos os Sonhos

  1. Pronto, tenho de ler brevemente…tive a ver outros livros da autora e parecem ser todos muito giros, pode ser que este ano saia mais algum…mas só depois de eu ler este 😛

  2. Fazes muito bem em ler este brevemente… olha, até é pequenito e lê-se mesmo muito bem! Num instante! =)
    Aposto contigo em como gostas do livro :p

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s