Prazeres Proibidos

Toda a mulher tem os seus prazeres proibidos… 

Para a delicada e tímida Daphne Wade, o mais apetecível prazer proibido é observar discretamente o seu patrão, o duque de Tremore, enquanto este trabalha numa escavação na sua herdade. Daphne foi contratada para restaurar os tesouros de valor incalculável que Anthony tem estado a desenterrar, mas não é fácil para uma mulher concentrar-se no seu trabalho quando o seu atraente patrão está sempre em tronco nu. Apesar dele não reparar nela, quem a pode censurar por, mesmo assim, se ter apaixonado desesperadamente por ele? 

Quando a irmã de Anthony, Viola, decide transformar esta jovem e simples mulher de óculos dourados numa provocante beldade, ele declara a tarefa impossível. Daphne fica arrasada quando sabe… mas está determinada a provar que ele está errado. Agora, uma vigorosa e cativante Daphne sai da sua concha e o feitiço vira-se contra o feiticeiro. Será que Anthony conseguirá perceber que a mulher dos seus sonhos esteve sempre ali? 




ISBN: 9789722038188 – Livros D’Hoje / 2009


Este livro foi-me recomendado por uma companheira “goodreadiana”. Eu adoro a comunidade Goodreads, por vários factores: pelos livros novos que descubro, pelo convívio e pelas ligações que se criam neste espaço virtual. Numa conversa sobre romances de época, esta minha companheira decidiu relembrar-me que eu tinha um livro por ler (que na verdade, faz parte de um quadrologia) que era fantástico e garantiu-me que eu estava a perder uma leitura emocionante. Visto que Laura Lee Guhrke é a sua autora favorita neste género literário, fiquei com muita curiosidade em experimentar.
Após alguma conversa e troca de argumentos, a Mafi acabou por me desafiar a ler este primeiro volume e assim descobrir a escrita da autora Laura Lee Guhrke. 

Este género literário é para mim uma certa novidade. Foi há bem pouco tempo que me comecei a arriscar ler alguns romances de época. Já experimentei várias autoras e não posso dizer que a minha experiência tenha sido desagradável. No entanto, cedo aprendemos a refinar os nossos gostos e portanto é normal que dentro de cada género literário, possamos encontrar autores melhores e outros que, embora possam ser bons para muitas pessoas, acabam por não corresponder às nossas expectativas.
De facto, até ao momento, achava que exemplos como Emma Wildes e Judith McNaught eram as rainhas deste género literário. 
Ambas foram grandes surpresas e recomendo as duas porque a verdade é que são autoras que vão continuar a ficar dentro do meu top, mas Laura Lee Guhrke acabou por me surpreender de uma maneira que não julgava possível. Vai directamente para o meu top de preferências, posso dizer com certeza.
E porquê, perguntam-me vocês?

Bem, posso começar por dizer que a escrita da autora é muito envolvente e bastante fluída – duas características que considero fundamentais para ficar com uma boa impressão. A outra característica que teria de apontar seria sem dúvida a maneira como a autora construiu o enredo – nada de clichés, muita originalidade e ousadia. Laura Lee não tem receio de mostrar que a mulher do século XIX também pode ser independente e pode ter uma palavra a dizer sobre a sua vida. A ideia de que o ser feminino dessa época é o sexo fraco, sem argumentos completamente plausíveis é o que mais se vê por aí em obras deste género literário e embora ela possa ser verdadeira em termos históricos, é também um conceito muito cliché e algumas autoras aproveitam-se desse facto para criar uma história sem grande conteúdo. 
Este livro mudou a minha perspectiva quanto a isso e mostrou-me que um romance de época também pode ser original e refrescante. Gostei imenso do romance entre os protagonistas e as próprias personagens foram construídas de uma forma que me permitiu criar uma ligação com o carácter e a personalidade de cada um.


Concluindo, Laura Lee Guhrke revelou-se uma surpresa sem precedentes e posso dizer que vou continuar a seguir o trabalho dela com muita atenção. Para já, tenciono ler os 3 livros que completam a quadrologia de “Prazeres Proibidos”, que segundo me consta, não foi publicada na totalidade em Portugal. 
No entanto, creio que esta autora é uma óptima aposta neste género literário e para quem tenciona encontrar um livro leve, divertido e romântico, aqui tem a solução para os seus problemas!




Advertisements

One thought on “Prazeres Proibidos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s