A Papisa Joana

Personagem histórica envolta em lenda, a papisa Joana protagoniza a notável ascensão de uma mulher que não aceita as limitações que a sua época lhe impõe. Dotada de uma inteligência esclarecida e de uma imensa força de carácter, atinge o mais elevado grau da hierarquia religiosa católica. Apoiado numa investigação rigorosa, este é um romance magnífico, cativante, que prende o leitor nas complexidades da luta pelo poder, das conspirações e segredos políticos e dos fanatismos sangrentos. O livro que inspirou um grande filme épico realizado em 2010.







ISBN: 9789722326414 – Editorial Presença / 2010








A Papisa Joana é uma obra que até ao ano passado, nunca tinha ouvido falar. Mesmo quando conheci esta obra, nunca fiquei completamente interessada. Não porque a cultura e a herança histórica da nossa civilização não me interesse, mas por ter receio que a autora não conseguisse captar a minha atenção. Certo é que poucos são os romances histórico que conseguem marcar uma boa impressão em mim. Esta obra não se pode chamar de excepção à regra, infelizmente. No entanto, existiram alguns elementos nesta leitura que foram bem trabalhados e isso também tem de ser referido.

Donna Woolfolk Cross apresenta-nos em “A Papisa Joana”, um livro que conta a história de vida de uma personagem histórica que muitos podem já ter ouvido falar, mas pouco podem dizer que a conhecem. A ela e ao seu percurso de vida. 
Papisa Joana é uma história sobre uma mulher que não se conforma com a sociedade da forma que lhe é apresentada e decide lutar por melhor. Toda a sua história está envolvida num manto lendário, que permite aos leitores sonharem um pouco.
Esta mulher conseguiu o que ninguém tinha conseguido até à data. Munida das suas crenças, das visões e valores em que acreditava, serviu-se das vantagens que tinha à mão para ir subindo na hierarquia católica, até finalmente se tornar Papisa.
Este, mais que um romance histórico, é quase um testemunho. Uma coisa é certa, para quem se interessa por estas temáticas: componentes históricas e história da religião, vai querer conhecer esta personalidade sem igual.

Este livro acabou por me surpreender em várias vertentes. Primeiro, a minha família é católica e por isso interessa-me sempre poder saber um pouco mais sobre esta religião. Segundo, o facto de relatar a história de uma mulher que, segundo a autora, não é muito conhecida nem falada por esse mundo fora. A autora alega que é das personalidades mais importantes da história católica, mas é das menos faladas. 
Por isso mesmo, foi uma boa oportunidade para conhecer uma mulher com um carácter sem igual. Acabou por ser uma motivação, ver uma mulher forte triunfar num mundo cruel e numa época igualmente difícil. 

No entanto, nem tudo foi ao meu gosto. Achei a escrita da autora um pouco cansativa, algo densa e senti necessidade de parar diversas vezes porque perdia a atenção constantemente. Aliado a isto, nem sempre achei que o meu estado de espírito e a minha disposição se coadunavam com o relato que a autora queria contar e isso acabou por prejudicar muito a minha experiência de leitura.

Contudo, tenho que valorizar o esforço da autora, porque em todo o livro se pode verificar o trabalho intensivo de pesquisa que fez. 
Digo com certeza que este livro não será para todas as pessoas, mas igualmente digo que quem gosta de história com certeza irá gostar da obra de Donna Cross.
Para mim, acabou por se revelar um livro bastante neutro. Não existiu nenhum factor que me fizesse delirar com esta leitura, mas concluo que acrescentou realmente muita coisa à minha cultura. 





Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s