Volto Para Te Levar



Três personagens à beira do abismo, que se vão encontrar, destruir-se e amar-se. Ethan é um homem que aparentemente tem tudo, e que na verdade perdeu aquilo que tinha de mais importante. Céline está prestes a abraçar uma nova vida junto de um novo amor, mas não conseguiu esquecer o antigo. Jessie, uma jovem, quase uma criança, está perdida e não sabe quem é. Terão eles ultrapassado o ponto de não-retorno? Resta-lhes 24 horas para mudar as suas vidas. Mas será que o amor pode vencer a morte? E podemos nós mudar o destino?












ISBN: 9789722523554 – Bertrand Editora (11×17) / 2011



Aqui estou eu, com mais um livro de Guillaume Musso lido. Este autor é um dos meus favoritos e um dos quais que nunca me desilude. Assim, apenas me falta ler um livro dele, o último publicado em terras lusas. Eu e a minha mania de ter tudo em dia. Com os livros é impossível, com tanta coisa que sai e com tanta obra/série/ autor que acompanho, mas eu bem tento. 
Volto para te Levar traz-nos uma história peculiar, como já é hábito no autor. 

Céline, Ethan e Jessie são o pilar desta história que à primeira vista, parece uma história vulgar. Mas, quem já leu outros livros do autor decerto reconhece que os enredos que Musso cria não são sempre o que parecem. 
E assim, estes três personagens trazem consigo um passado que é preciso resolver; passado este que está envolto em dor, ignorância e decisões mal tomadas.
A possibilidade de mudar um certo rumo, apresenta-se quando Ethan revive um dia sem precedentes na sua vida: 31 de Outubro de 2007. Um dia em que uma personagem que perdeu tudo o que alguma vez significou para ele, Ethan irá poder compreender tudo aquilo que pode ou não mudar na sua vida; na atitude que ele toma perante o rumo que a sua vida tomou.
Neste livro, o autor vê-se a par com noções como o Karma e o Destino. Será que as más acções que fazemos, se reflectem de certa forma no destino que está reservado para nós?
Poderemos, nós, meros mortais, fintar o destino e moldar a nossa vida? Serão os sentimentos uma força maior que nos permite lutar contra o que acreditamos estar destinado para nós e para a nossa existência?

Guillaume Musso, tem nos seus livros uma marca que considero característica. Além de em cada um dos seus romances, ele conseguir passar mensagens que fazem o leitor reflectir, os seus livros favorecem elementos que mesmo não sendo naturais – e assim, não poderia acontecer na vida real – são altamente credíveis e são elementos que fazem sentido ao olharmos para o livro e para o enredo como uma rede de acontecimentos. E é esta marca tão característica do autor que me surpreende e me delicia sempre. 
Consigo juntar e arquivar pequenas pérolas de comportamento humano, pequenas reflexões que aponto para um dia mais tarde, reflectir o quão importante as palavras são e quanto peso e sentido elas transportam no nosso dia-a-dia. 

Embora me tenha custado um pouco a entrar no ritmo do livro, por sentir que não estava no espírito que considero adequado para este tipo de leitura, rapidamente me deixei envolver com as personagens que o autor nos apresenta. Personagens perturbadas, que cometeram erros quase imperceptíveis na sua vida e que no presente vivem assombradas por espectros que nos murmuram ao ouvido ” E se eu pudesse ter feito as coisas de forma diferente?”…. 

Considero que este livro tem uma carga emocional um pouco mais pesada do que nos outros livros, mas nem por isso, o torna menos especial. E por isso, mesmo sem expectativas, o autor, voltou mais uma vez a surpreender-me com a sua mestria de manipular sentimentos, atitudes, acções e acontecimentos que se sucedem de uma forma incrivelmente rápida. 

Uma leitura que me tocou e que me fez considerar o que poderá estar destinado para a vida de cada um de nós. 




Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s