Voltar a Encontrar-te

Este livro é a continuação da história iniciada em E Se Fosse Verdade, pelo que logo que acabei a leitura do livro iniciei este. 
No livro anterior, o autor deixou uma janela de possibilidade aberta, pelo que foi com bastante entusiasmo que iniciei esta leitura. Voltar a encontrar os vários personagens que me proporcionaram momentos divertidos e reconfortantes, tal como já tinha acontecido no volume anterior foi uma experiência enternecedora. 

O livro volta então a juntar os dois protagonistas, Arthur e Lauren, que se apaixonaram no volume anterior. Até aqui, tudo é normal, só que contrariamente às expectativas nem tudo o que parece é e, esta história de amor não é definitivamente vulgar. É que Lauren é um fantasma. E Arthur é a única pessoa que a consegue ver, ouvir e tocar. 
A história de amor que começou tão bem e que se revelava tão promissora, não é feita apenas de momentos felizes e neste segundo volume o autor decide dar uma segunda oportunidade ao casal. 
No entanto, para haver de facto uma segunda oportunidade e um final feliz, é preciso que as duas partes se encontrem a meio do caminho e não é com facilidade que tal acontecimento será bem sucedido.

Para os leitores que leram o primeiro volume, sabem perfeitamente como a história acabou. Para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de ler, não vou dizer-vos nenhuma informação relevante, a não ser uma que poderá espicaçar a vossa curiosidade. O primeiro livro acaba com um chamado cliffhanger, querendo isto dizer, que é um acontecimento que pretende de certa forma, deixar o leitor em suspenso, devido à revelação bombástica que é feita no final. 
Assim sendo, é uma forma de deixar o leitor na expectativa e a desejar ter o livro seguinte à mão, para poder acalmar as suas teorias. 

Em E Se Fosse Verdade, o livro acaba realmente com um cliffhanger, em que tudo é possível acontecer no segundo livro. 
Esta continuação agradou-me muito. Tem, à semelhança do primeiro volume, partes muito cómicas e divertidas e deixam o leitor agarrado ao enredo. A história é muito simples e a escrita do autor não desilude, sendo esta muito fluída e bastante dinâmica. 

Um óptimo livro para descontrair e quebrar a rotina. Um livro que não é exigente, antes leve e divertido que agradará a qualquer coração romântico. 



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s