A Ruína

Opinião:

Comprei este livro há algum tempo, porque a sinopse parecia prometer momentos imensos de suspense. Na verdade, não tinha expectativas nenhumas quanto a este livro. Nunca ouvi falar muito dele e consequentemente, as opiniões também não abundavam. 
Sendo assim, decidi arriscar-me por minha conta e risco e ler esta obra de Jennifer Egan.

Não sei muito bem o que esperava desta obra, mas posso dizer-vos que não encontrei nada do que estava à espera. De facto, esta obra foi uma desilusão do princípio ao fim. Não houve nada nesta obra que me atraísse e confesso que cheguei a ler várias páginas na diagonal, que é uma coisa que evito fazer ao máximo, por achar injusto para com o trabalho que os autores desenvolveram. No entanto, achei que esta obra realmente não teve potencial nenhum e não me agradou de maneira nenhuma.
Lamento que me vá debruçar mais nos aspectos negativos, mas uma opinião sincera é assim mesmo. 

Primeiro que tudo, quero referir a escrita da autora. É uma escrita confusa, muito inconstante. Ora tem uma narrativa interessante com descrições belas, ora se torna muito aborrecida e sem sentimento nenhum. Juntando a este factor, todo o livro está recheado de palavrões sem ligação nenhuma. Achei uma maneira muito reles de adornar o enredo. Posso até certo ponto compreender o porquê de uma utilização mais intensa de palavrões, devido ao tipo de personagens e enredo que a autora nos apresenta, mas achei de mau gosto e altamente desnecessário a recurso excessivo.

Depois, a forma como os diálogos são apresentados não ajudam nada à compreensão do livro. São confusos, desorganizados e não permitem que o leitor se embrenhe com facilidade na narrativa. 

Quanto ao próprio enredo, a ideia da autora era muito gira e prometia ter potencial, mas a concretização da mesma foi tão atabalhoada que a meio do livro já não se percebia nada. E no fim, acabei por não perceber metade da história, nem as motivações dos personagens. A realização da trama foi muito mal executada e explorada. 

Quando penso neste livro, aquilo que ocorre dizer é que este não tem um início, meio e fim. Tem tudo misturado nas suas páginas, o que torna tudo imensamente confuso.
Sinceramente, este livro deixou-me uma muito má memória e impressão.

Um pequeno reparo à sinopse desta edição que diz que existe um homem, cujo nome o leitor desconhece, que está a escrever uma história sobre dois primos e sobre vingança. Esta informação está parcialmente errada. O leitor está ciente desde o início do nome do homem que escreve esta história. 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s