Opinião – Gritos do Passado

Opinião:

Este é o segundo livro da série Patrik Hedström da autora Camilla Läckberg. Já tinha ficado com uma impressão extremamente positiva acerca da escrita da autora no primeiro volume e este livro só veio cimentar essa opinião. Foi com muito agrado que li este livro. 
A pequena cidade de Fjällbacka volta a ver-se a braços com um criminoso perigoso à solta que rapta jovens mulheres, tortura-as e depois de mortas transporta-as para um parque, onde são posteriormente encontrados os seus restos mortais. Foi com alguma ansiedade que comecei esta leitura. Já tinha saudades do inspector Patrik, que com uma personalidade única e cativante, nos transporta para este mundo de crime, onde nem tudo é o que parece.
Este livro foca-se em grande parte na religião. Mas não é uma religião qualquer, é uma religião que se torna distorcida sob a visão de algumas pessoas. Foi muito interessante ver a autora a explorar este tema e a criar personagens à altura. 
Além disso, esta criou também a família Hult, que é uma família cheia de intrigas e segredos que escondem de toda a gente. Foi uma experiência enriquecedora tentar descortinar todos os segredos que a família carregava dentro das paredes das suas propriedades.
Em termos de mistério e imprevisibilidade, este livro deixou algo a desejar, comparando com o primeiro. No primeiro, fui claramente surpreendida com certos aspectos da trama. Neste, as minhas teorias não se afastaram da realidade. Aliás, andei sempre nos arredores da verdade, sendo que apenas pequenos pormenores falharam. Devo confessar que eu gosto em igual medida de ser surpreendida, como gosto de acertar nas coisas.  No entanto, estava convencida que a autora me iria trocar as voltas, visto que muita gente me disse que a autora tinha sido algo rebuscada neste livro.
Tal não aconteceu, mas de qualquer forma, gostei de toda a dinâmica de que este livro foi alvo. 
A autora continua a ter um ritmo de escrita mais vagaroso, mas já me começo a habituar a tal característica. No entanto, notou-se mais acção neste livro e como disse anteriormente, também mais dinamismo. 
A começar por este livro ter mais capítulos do que o anterior, o que permite ao leitor não ficar cansado com capítulos tão extensos (o que é o meu caso, visto que eu só gosto de parar o livro, quando acabo um capítulo).
Este livro conta também com algumas cenas humorísticas, em que a personagem principal é a Erica, que está grávida do seu primeiro filho. Acontece que Erica, com a sua boa educação, não consegue recusar quando familiares ou amigos, lhe pedem guarida na sua casa. No entanto, estes mal agradecidos hóspedes aproveitam-se de Erika sem pensarem duas vezes na sua condição de 8 meses de gestação. Foram momentos de diversão, que só trouxeram vantagens para a trama em geral. 

Com este livro, afiro que é mais uma série que vou seguir diligentemente. (mais uma, que surpresa).
Esperemos que os próximos livros sejam tão bons quanto este. Estou muito contente com esta descoberta nórdica, embora perdoem-me – Ai de quem a comparar com Agatha Christie. 




 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s