Opinião – O Aprendiz

Opinião:
Eu tenho várias manias. E uma delas é precisamente nunca ler as sinopses dos livros que fazem parte de uma série, pois, algumas editoras podem dar informações cruciais, como é o caso desta. Quem quiser ler esta série e gostar de descobrir as coisas por si mesmo, não leia a sinopse
O segundo volume da série Rizzoli & Isles da autora Tess Gerritsen, leu-se infinitamente melhor do que o primeiro. 
No entanto, já notei que esta é daquelas autoras que se aproveita por ter experiência no campo da medicina. O jargão médico exaustivo diminui acentuadamente, o que fez com que a leitura se tornasse mais realista e menos maçadora (sim, porque eu gosto de perceber o que estou a ler) e permitiu também que a mesma fosse mais fluída. Contudo, não posso deixar de referir que na minha opinião, a autora passou de um extremo em que descreve de uma maneira muito específica vários procedimentos médicos, o que faz com que leigos que queiram visualizar a cena que é descrita (falo por mim), não o façam com tanta clareza. Para quem, como eu, gosta de se sentir parte do enredo, dificilmente o faz com estes livros – nestas cenas mais técnicas, pode-se assim dizer.
Este segundo volume passa da utilização abundante de termos médicos académicos, para um cenário de CSI, onde podemos ver todos aqueles técnicos e cientistas que sabem tudo e mais alguma coisa e brindam o leitor com termos igualmente técnicos como eles.
Mas, não quer dizer que seja uma característica má. Neste aspecto, a melhoria é francamente notória e dotou o livro de um tom completamente diferente. São até explicados de maneira acessível, pelo que não me senti uma rejeitada ao ler as explicações de vários fenónemos ligados à área da criminologia.

Sem dúvida que é um thriller com tudo o que interesse: mistério, adrenalina e suspense e até algum romance, mesmo nas medidas certas. Por isso mesmo, estou convencida que é mais uma série a seguir com atenção. A autora começa assim a conquistar, lentamente, os meus afectos.
Apesar de a série ser intitulada Rizzoli & Isles, é apenas e só, neste segundo volume que conhecemos a segunda personagem que dá nome a esta saga de thrillers frenéticos. Isles é uma médica legista, que acompanha neste livro, o caso em que Rizzoli trabalha. Fiquei francamente curiosa para saber mais sobre a “Rainha dos Mortos”, como é intitulada a personagem de Maura Isles, mas espero no entanto que a Jane continue a manter o papel principal, porque é ela que de longe, exerce o poder e o fascínio sobre mim. Gosto genuinamente desta criação e espero poder vir a conhecê-la, como se fosse a minha melhor amiga. É uma personagem que constantemente me mantém presa aos acontecimentos e que me surpreende, quanto a alguma atitudes que toma.

A autora continua com uma escrita bem estruturada e agradável e confesso que tem também um dom especial para os finais. É fantástico como conseguiu, pela segunda vez consecutiva, deixar-me em pulgas para ler o volume seguinte, logo quando acabo de fechar o livro. De qualquer forma, vou esperar que saiam os livros seguintes em bolso (e aqui envio uma prece à Bertrand que continue o excelente trabalho nestas edições de bolso), até porque outra das minhas manias tem que ver com a organização das estantes e ter livros de edições iguais em séries.

Vou certamente ansiar pelos próximos volumes. Não vou querer perder as aventuras da Rizzoli e companhia.    

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s