Opinião – O Cirurgião

Opinião:
O Cirurgião é o primeiro livro de uma série (mais uma) de policiais. Embora tenha de confessar que não concorde com a classificação. A autora, Tess Gerritsen, é conhecida pelos seus thrillers médicos e este primeiro livro é certamente um retrato disso mesmo. 
O livro tem uma sinopse muitíssimo atraente e foi isso que me levou a experimentar, mesmo não querendo iniciar outra série. Parece que os meus esforços se revelaram inúteis, porque esta é outra série que vou acompanhar, mesmo que o primeiro livro não se tenha revelado uma surpresa. 
Para mim, a diferença entre um thriller e um policial reside na estrutura do enredo e nas próprias descrições. Um thriller é dotado de descrições mais cruas e analíticas, virada para o propósito mais cruel da natureza humana, enquanto que o policial é uma coisa mais ficcionada. 
Neste caso, devido também à formação da autora, eu classificaria como thriller e não como policial, ao contrário do que figura na capa, numa crítica do autor Harlan Coben. E durante a leitura do livro, isso foi francamente notório. O enredo foi bastante mais pesado, as próprias descrições foram bastante mais explícitas (até porque a autora tem formação médica, como já referi) e dava por mim já agoniada, por vezes, devido às operações a que tínhamos de assistir.
A história e a trama em si, foram emocionantes e bem estruturadas. No entanto, esta não foi uma leitura muito fluída. O livro tanto me emocionava e impelia à leitura, como não o fazia. Isto é devido, em grande parte, a um vocabulário extremamente inacessível, no que toca a partes médicas.
É importante para mim que um autor, quando escolhe falar de uma área específica, o faça de maneira a que leigos (como eu) o possam perceber. Neste caso, a autora falhou completamente nesta missão. Chegou a dar a sensação de que ela escrevia como médica para médicos. No início ainda tentei consultar o dicionário, mas dava por mim a interromper a leitura por tantas vezes que me fartei. Fiquei na completa ignorância no que toca a procedimentos cirúrgicos e “cega” ao que toca tentar visualizar as cenas que ela descrevia, que é um pormenor de grande importância para mim.
Este foi o grande ponto negativo e aquele que mais prejudicou a fluidez da minha leitura.
No entanto, não me rendi e o final acabou por me agarrar, até porque nada de negativo tenho a dizer quanto a outros aspectos do livro: escrita, enredo, trama, personagens, etc.
É certo que a autora falhou num dos aspectos a que mais dou importância, mas não foi o suficiente para eu poder argumentar que o livro não é bom. 
Os aspectos mais quotidianos de uma investigação policial estavam lá e foram bastante bem construídos, por sinal. 
Por isso mesmo, vou continuar a acompanhar a Jane Rizzoli nas suas investigações e espero com ansiedade que os próximos livros me consigam surpreender.
Recomendo a leitura do livro para quem gosta de thrillers médicos. 
     

9 thoughts on “Opinião – O Cirurgião

  1. Eu tenho os três primeiros livros e devo dizer-te que, na minha opinião, este é o melhor. Os outros acho-os repetitivos e previsíveis.
    Mas curiosamente a parte “técnica” funcionou para mim, li-o já há uns anos e percebi bem as partes médicas 🙂

  2. p7 says:

    Penso que a Tess Gerritsen é médica de formação, por isso talvez seja por isso que se tenha descuidado no grau de complexidade da informação que transmitia. :/

    Já li estes livros (os primeiros 4) há uns anos, mas gostei bastante… A Jane Rizzoli é cá uma personagem. xD Já viste a série baseada nos livros? Bastante engraçada. 😉

  3. p7 says:

    Fazes bem. 😉 Pelo que vi na 1ª temporada aproveitam enredos até pelo menos ao 4º livro, alguns mais fiéis, outros menos. Usam o enredo do 2º livro logo no 1º episódio, por isso recomendaria leres esse antes da série. 😉

  4. Mafi says:

    Neste tipo de livros gosto masis da vida pessoal das personagens do que propriamente descobrir o assassino e o trabalho de investigação… Não tenho mta curiosidade quanto a estes, mesmo assim estão na lista de livros que gostaria de ler mas secalhar vou optar por ver a série.

  5. p7 says:

    Acho que está medianamente fiel. As personagens estão próximas, se bem que algumas ganham traços de personalidade que não conhecíamos. A história base é a mesma, o passado dos personagens também. O que muda mais é inserirem episódios “fillers”, com novos casos para resolverem; e desenvolverem mais o papel de alguns personagens. Mas como série acho que está bem coerente, suficientemente fiel ao material base, mas com uma, digamos, personalidade própria. 😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s