Opinião – O Jogo do Anjo

Editora: Planeta / 2011
Colecção: Booket Portugal
ISBN: 9789896571931
Formato: Livro de Bolso
Dimensões: 125 x 190 x 30 mm
Núm. Páginas: 575
PVP: 12,67€
Sinopse:
Na turbulenta Barcelona dos anos de 1920, um jovem escritor obcecado com um amor impossível recebe a proposta de um misterioso editor para escrever um livro como nunca existiu, em troca de uma fortuna e, talvez, de muito mais.

Com um estilo deslumbrante e impecável precisão narrativa, o autor de A Sombra do Vento transporta-nos de novo à Barcelona de o Cemitério dos Livros Esquecidos para nos oferecer uma aventura de intriga, romance e tragédia, através de um labirinto de segredos, onde o encantamento dos livros, a paixão e a amizade se conjugam num romance magistral.Na turbulenta Barcelona dos anos de 1920, um jovem escritor obcecado com um amor impossível recebe a proposta de um misterioso editor para escrever um livro como nunca existiu, em troca de uma fortuna e, talvez, de muito mais.

Com um estilo deslumbrante e impecável precisão narrativa, o autor de A Sombra do Vento transporta-nos de novo à Barcelona de o Cemitério dos Livros Esquecidos para nos oferecer uma aventura de intriga, romance e tragédia, através de um labirinto de segredos, onde o encantamento dos livros, a paixão e a amizade se conjugam num romance magistral.

Opinião:
Creio que posso dizer que não me recordo de alguma vez ter assistido a tanto entusiasmo por um autor, como acontece com o senhor Carlos Ruiz Zafón. As obras da sua autoria já publicadas em Portugal: “O Jogo do Anjo“, “A Sombra do Vento” e “Marina” são alvos das críticas mais entusiasmantes que já alguma vez li.
Por isso mesmo, a minha inquietação começou a crescer e a vontade de conhecer as obras deste já aclamado autor fez-se sentir.
A oportunidade deu-se quando vi que iriam ser publicados dois livros de bolso – ” O Jogo do Anjo” e ” A Sombra do Vento“, editados pela colecção Booket Portugal da editora Planeta e pela colecção Bis da Leya, respectivamente.
Assim sendo, o primeiro contacto com a obra do autor, foi com o primeiro livro que referi e posso com toda a certeza dizer que não me arrependo da compra e é até com alguma ansiedade que quero ler os restante livros do autor já publicados no nosso país.
A sinopse do livro não nos diz grande coisa e talvez tenha sido por isso que fiquei maravilhosamente intrigada com o mistério que a mesma faz transparecer e que deixa de alguma forma o leitor na expectativa.

Esta primeira experiência revelou-se uma agradável surpresa. A escrita do autor manteve-me cativa durante todo o livro e saboreei todas as páginas em que o autor nos relata uma Barcelona misteriosa e algo obscura dos anos 20. Cheguei mesmo a desejar estender mais o livro para que eu pudesse passar mais alguns momentos mergulhada neste enredo viciante que o autor criou.
Como bibliófila que sou, livros que falem deste mesmo assunto, exercem sobre mim um fascínio inexplicável e ao qual raramente consigo resistir.
Qual então não seria a minha surpresa, quando me vejo num mundo fantástico em que os livros detêm o protagonismo. Quem não quereria viver numa cidade e ter como vizinhos a livaria do Sempere e Hijos e também o Cemitério dos Livros Esquecidos?
Quem não quereria mergulhar neste mundo de fantasia, constituído pelas folhas, textura e cheiro de centenas de milhares de livros e que deixam a sua marca no mundo de mil e uma maneiras diferentes?

Para quem ainda não sabe a resposta a estas perguntas, com certeza a encontrará nas páginas deste livro.

Com personagens intrigantes e que conquistam, logo desde o início, o leitor, vemo-nos catapultados para um mundo onde nada parece ser o que é. Cabe-nos a nós, leitores, viver na incerteza, tentando descobrir o fio da verdade que nos manterá na expectativa, senão até à última página.
O autor tem uma capacidade brilhante de confundir certos acontecimentos e também de nos admirar com a sua mestria em resolver pontas soltas, de uma maneira completamente inacreditável.

David Martín, narrador e também escritor, relata-nos passo a passo a sua vida obscura e envolta em mistério, que é uma constante em todo o livro. É uma personagem maravilhosamente construída e com quem eu senti empatia logo desde a primeira página.

Basta-me dizer que vou seguir atentamente outras novidades do autor e também ler os restantes livros publicados. Estou bastante contente com esta descoberta.

Classificação: 4.5 – 5

7 thoughts on “Opinião – O Jogo do Anjo

  1. Olá Jojo. Já tenho o ” A Sombra do Vento” preparado para ser uma das próximas leituras. Também já me falaram muito bem desse! Espero gostar e estou curiosa para ler mais sobre o autor.

    Espero que entretanto, também leias este! 🙂

  2. Olá Filipa!

    Fico contente que tenhas gostado assim tanto deste livro. Como te havia dito há algum tempo atrás, li somente o “Sombra do vento”, mas foi uma agradável surpresa, pois o livro além de ser interessante, tem passagens fantásticas. É, sem dúvida, dos melhores autores que tive o prazer de conhecer.

    Beijinhos.

  3. Li o Jogo do Anjo e gostei bastante. Já tinha lido a Trilogia da Névoa, do mesmo autor, três livros emocionantes repletos de mistério, aventura e uma linguagem tão envolvente…

  4. Olá Leitora.

    Se gostaste deste, vais adorar o “A Sombra do Vento”. A mim ainda me falta ler o “Marina” e embora digam que é um pouco mais fraco, eu tenho a certeza que vou gostar na mesma. 🙂
    Boas leituras.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s